Sexta-feira
19 de Outubro de 2018 - 
O que determina o nosso sucesso é a capacidade de superação.
“A mais bela função da humanidade é a de administrar a justiça” (Voltaire)
“As leis são sempre úteis aos que possuem e nocivas aos que nada têm” (Jean-Jacques Rousseau)
“Interpretar a lei é revelar o pensamento, que anima as suas palavras” (Clóvis Bevilaqua)

Controle de Processos

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,70 3,70
EURO 4,25 4,25

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Últimas Notícias

DECISÃO: Indisponibilidade deve incidir sobre bens suficientes para garantir o integral ressarcimento de eventual prejuízo ao erário

A 3ª Turma do TRF 1ª Região determinou o desbloqueio dos ativos financeiros bancários da empresa Pavinorte Projeto e Construções Ltda., ora agravante, ao fundamento de que a indisponibilidade total dos ativos poderá impedi-la de honrar seus compromissos financeiros decorrentes de sua atividade econômica. A Corte manteve, no entanto, a indisponibilidade de todos os bens da empresa até o montante apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) por ato de improbidade administrativa. A empresa sustentou, no agravo de instrumento, que a indisponibilidade dos bens deve recair somente sobre os bens adquiridos posteriormente aos supostos atos de improbidade administrativa. Defendeu que a alegada lesão ao patrimônio ou o suposto enriquecimento ilícito sejam claramente dimensionados, ainda que em linhas gerais. Afirmou ser flagrante o excesso da decisão judicial que determinou o bloqueio de todos os seus bens inviabilizando o desenvolvimento de suas atividades comerciais. Requereu, assim, que o bloqueio recaia sobre seu capital social, determinando-se a liberação do restante dos bens. O pedido foi parcialmente concedido pelo Colegiado. Na decisão, o relator, juiz federal convocado Leão Aparecido Alves, ressaltou que a medida de indisponibilidade de bens deve recair sobre os bens de modo suficiente a garantir o integral ressarcimento de eventual prejuízo ao erário, levando-se em conta, ainda, o potencial valor de multa civil. “Todavia, em relação à agravante pessoa jurídica, a indisponibilidade de todos os ativos financeiros da empresa é medida que tem potencial para acarretar dano irreparável ou de difícil reparação à continuidade de sua atividade econômica”, ponderou. O magistrado continuou afirmando que “a indisponibilidade total dos ativos da parte poderá impedi-la de honrar os compromissos financeiros decorrentes do exercício da atividade econômica, como, por exemplo, o pagamento de empregados, o pagamento de tarifas de água e energia elétrica e o pagamento de fornecedores. Essa medida pode impedir a empresa de continuar a funcionar regularmente, prejudicando os trabalhadores, e, também, as entidades tributantes. Agravo de instrumento parcialmente provido”. A decisão foi unânime. Processo nº: 0061325-20.2014.4.01.0000/RO Data do julgamento: 10/4/2018 Data da publicação: 30/04/2018 JC Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região
16/05/2018 (00:00)
Visitas no site:  1745673
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.